DIREITO DE FAMÍLIA

R$ 147,00

Parcele em 2x de R$ 73,50 Sem juros

Por nosso senso comum, o nosso conceito de família primeiramente nos remete a uma imagem de pais e filhos agregados numa mesma moradia, mediante a laços fortes de natureza advindos da biológica. Embora esse conceito decorra de uma verdade proposta por um longo processo de construção natural e histórica, nos últimos séculos podemos acompanhar uma mudança social que diversifica esse conceito. Quando fazemos um resgate histórico legal do Brasil, isso fica cada vez mais cristalino. Podemos observar que os modelos familiares, passaram de um conceito formado por arquétipos judaico-cristãos para conceitos mais laicos. Essas mudanças vieram exatamente para legitimar situações jurídicas que se encontravam marginalizadas pelos Poderes Públicos, como é o caso das uniões estáveis, que em momento oportuno trataremos mais amiúde. Neste sentido, pouco a pouco, o perfil tradicional de família foi ganhando muitas facetas.

Podemos apontar algumas causas para essas mudanças: a ascensão da industrialização, a visibilidade do movimento feminista, e o advento de novas formas de reprodução. Neste e-Book, vamos conceituar o direito de família, estudar seus princípios, falar sobre os novos arranjos familiares e a proteção jurídica que o Estado oferece as suas famílias

100000000000 em estoque

SKU: educarbyte-176 Categoria: Direito

Conteúdo Programatico

Por nosso senso comum, o nosso conceito de família primeiramente nos remete a uma imagem de pais e filhos agregados numa mesma moradia, mediante a laços fortes de natureza advindos da biológica. Embora esse conceito decorra de uma verdade proposta por um longo processo de construção natural e histórica, nos últimos séculos podemos acompanhar uma mudança social que diversifica esse conceito. Quando fazemos um resgate histórico legal do Brasil, isso fica cada vez mais cristalino. Podemos observar que os modelos familiares, passaram de um conceito formado por arquétipos judaico-cristãos para conceitos mais laicos. Essas mudanças vieram exatamente para legitimar situações jurídicas que se encontravam marginalizadas pelos Poderes Públicos, como é o caso das uniões estáveis, que em momento oportuno trataremos mais amiúde. Neste sentido, pouco a pouco, o perfil tradicional de família foi ganhando muitas facetas.

Podemos apontar algumas causas para essas mudanças: a ascensão da industrialização, a visibilidade do movimento feminista, e o advento de novas formas de reprodução. Neste e-Book, vamos conceituar o direito de família, estudar seus princípios, falar sobre os novos arranjos familiares e a proteção jurídica que o Estado oferece as suas famílias